Como Melhorar O Sotaque Dos Idiomas 1

Como Melhorar O Sotaque Dos Idiomas

O “relaxing café-com-leite” de Ana Garrafa vai entrar pra história. O mais legal modelo de que forma os espanhóis queremos pronunciar mal uma língua estrangeira. Há muitos fatores por trás do atraso histórico em nosso povo com a aprendizagem de línguas.

Mas, quando nos limitamos ao acento, portanto, alguns aspectos neurais que precisamos julgar. Albert Costa é um pesquisador pela Universitat Pompeu Fabra de Barcelona e uma das pessoas que mais tem estudado a ligação entre cérebro e idiomas. Pois bem, está provado que até o primeiro ano de vida o garoto discrimina todos os fonemas de todas as línguas.

“a diferença todos. De alguma mandeira, daí depende a tua sobrevivência: não sabe para onde vai nascer e necessita estar aberto…para cada idioma que lhe toque. Mas, ao cabo de um ano de exibição sonora, tua porta é fechada. E aqueles sons que não pôde ouvir, até este instante, já que assim sendo prontamente não saberá encontrá-los”, sinaliza. A título de exemplo, os japoneses recém-nascidos sabem perfeitamente discernir uma ele de uma erre.

  1. Controle de temperatura axilar a cada 3 horas
  2. Frutas recomendadas: pêra, maçã, mirtilo, abacaxi, banana, kiwi, tangerina, abacate e morango
  3. Exercícios para robustecer o assoalho pélvico
  4. O maior benefício é conseguido associando o exercício aeróbio e anaeróbio

Mas, se seus pais são japoneses nativos e não executam esta distinção, em vista disso, ao cabo de 12 meses, o rapaz terá perdido a tua chance. Com o exercício e estudo poderá entrar a discriminar maneira aceitável as duas consoantes, entretanto na idade adulta é árduo. “Concretamente, a cada ano que passa é pior. Daí a importancia, no sistema educativo, de mencionar com professores nativos para os mais menores.

É a única maneira que têm pra estarem expostos a pronúncia correta em idade precoce, que é quando a plasticidade cerebral tem ainda a inteligência de adaptação a fonemas que não estão presentes na língua materna”, explica Albert Costa.

Em Portugal não é que não se estude a pronúncia correta, porém é que os estudantes levam anos repetindo os fonemas mal, em parte em consequência a que os professores não são nativos. É vital aprimorar o sotaque? Há pessoas que não têm um interesse especial.